Mega Tendências para a Gastronomia 2017/2018

De 19 a 22 de março acontecerá em Londres a IFE – The International Food & Drink Event. É uma feira bianual. Em 2015 estivemos pessoalmente e nesse ano vamos acompanhar tudo e dividir o conhecimento com vocês. Começamos compartilhando a tradução de um artigo incrível sobre as 17 principais tendências do mercado de foodservice europeu para o Biênio 2017/2018, ou seja! Atualização PURA. Como as tendências chegam cada vez mais rápido ao mercado Brasileiro é fundamental estar atento. Ótima leitura!!!

ife-2017-logo

Há oito tendências sociais e culturais que sustentam as mega tendências mundiais para 2017, todas girando em torno de um conceito apenas: Purpose/ Propósito. Todos nós procuramos um propósito nas nossas vidas para saber se o que somos e o que fazemos tem sentido. “Purpose” nos dá a direção e nos motiva. Por que não esperar o mesmo dos alimentos e bebidas que consumimos? Os consumidores estão querendo fazer mais escolhas que tenham um propósito, fazendo compras que criem experiências valiosas.

Há dezessete tendências de comportamento na gastronomia que dão origem a mais de cem sub-tendências. Conheça:

  1. Dude Food 2.0 (comida gordurosa, pesada, com muita carne): este tipo de comida tem sofrido uma modificação importante. Mantem suas características principais de ser uma comida farta, mas vem ganhando cada vez mais vegetais e legumes.
  2. Carbs are Back (a volta dos carboidratos): Inovações nas massas e pães estão trazendo estes dois produtos de volta para a mesa.
  3. Chili knowledge: grande paixão por comidas extremamente apimentadas.
  4. The Sober Scene: Não é preciso beber muito para beber bem e ter uma noite agradável. Cada vez mais as pessoas dispensam bebidas alcoólicas, o que abriu caminho para o surgimento de coquetéis sem álcool. Os barmen usam as mesmas técnicas complexas para criar estes novos coquetéis, que não tem os efeitos colaterais do álcool.
  5. Ageing (maturação): Carne maturada é algo conhecido. A mesma técnica passa a ser aplicada para frangos, peixe e mesmo manteiga.
  6. Nootropics: Esta é a última palavra no campo da gastronomia funcional, cultivada por consumidores que querem melhorar sua aparência e sua saúde. Este tipo de comida promete tornar as pessoas mais inteligentes – ou, pelo menos, proteger e aprimorar suas funções cerebrais. Tem grande aceitação entre os executivos do Vale do Silício e entre as pessoas preocupadas com os efeitos degenerativos da idade.
  7. Faux Food: (comida imaginária) Nada é o que parece ser! Os chefes estão cada vez mais desbravando as fronteiras da comida que parece ser uma coisa, mas é outra. Isto é feito através de imitações criativas de carnes que confundem os sentidos.
  8. Vegan: Chega de comidas chatas e estranhas. A culinária vegana está na moda. Certamente não há nada de chato nas novas tendências das opções veganas.
  9. Gut health (saúde do intestino): Cada vez mais a saúde dos seus intestinos é reconhecida como fundamental para a manutenção da sua saúde em geral, o que significa que muitos consumidores estão prestando atenção ao que comem. Este interesse tem aumentado o consumo de probióticos, comida fermentada e enzimas digestivas (da mesma forma que é crescente a aversão a produtos que podem irritar o intestino).
  10. Craft spirits (bebidas artesanais): Já aconteceu com as cervejas, mas agora também as bebidas destiladas estão experimentando um boom. Como em outras áreas da gastronomia , os consumidores estão exigindo bebidas que sejam mais autênticas e menos industriais. Bebidas artesanais também são mais facilmente consumidas sem a associação típica do álcool com os seus efeitos colaterais e com sua conotação negativa.
  11. Second Life Re-Cycled: Ampliação da utilização de alimentos anteriormente desperdiçados para a criação de novos produtos.
  12. American Tropics: Cores fortes, motivos florais e sabores marcantes tem sido utilizados pelos chefs para diferenciar seus estilos. Sabores das ilhas do Pacífico, ‘tiki’ havaiano e uma nova onda de sanduiches cubanos e mexicanos, além de “Jamaican Jerk” (carne seca com especiarias – inicialmente bovina, mas agora aplicada a aves e pescados também).
  13. Warm Spice and Sweet Heat:  Gosto por comidas picantes, há um a preferência crescente por algo mais equilibrado e sutil. Gengibre, pimenta, raiz forte, açafrão , wasabi e chilli estão ganhando importância e equilibrando  “heat” (potência) com doçura.
  14. Eating at home: Você pode ter tudo que seu coração deseja com mínimo esforço no conforto da sua casa com a enorme variedade de serviços de delivery de refeições personalizadas. Delivery continua em crescimento.
  15. Spotlight on Minerals (foco nos minerais): em geral as vitaminas ganham todo o destaque, mas os minerais estão crescendo em importância. Nosso estilo de vida  é cheio de tensões e stress, o que acaba reduzindo o nível de minerais necessário à manutenção de uma boa saúde.
  16. Striking Colour Palette: tendência crescente de alterar a cor de alimentos tradicionais através do uso de corantes naturais e artificiais.
  17. Foodie Chefs at Home: a chegada de equipamentos de cozinha de alta tecnologia e acessíveis e a proliferação de programas de culinária na TV alavancou o interesse por cozinhar em casa, o que possibilita o acesso a pratos com qualidade profissional, se você tiver um pouco de prática.

 

Sobre nós: Somos uma consultoria especializada em Foodservice – www.libbra.net – novos negócios, licitações para serviços de alimentação, planos de marketing, gestão e varejo.

Artigo original: https://thefoodpeople.co.uk/news/thefoodpeople-food-and-beverage-trends-framework-for-2017-18?utm_source=thefoodpeople&utm_campaign=0d8890c4c7-Newsletter_RSS_Feed3_27_2015&utm_medium=email&utm_term=0_32ece18d6a-0d8890c4c7-325060825

– tradução livre e adaptação de texto: Libbra Consultoria – qualquer dúvida ou discordância enviar email: contato@libbra.net

Mais informações sobre o evento: http://www.ife.co.uk/

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *